Eu também quero ser ágil!

Olá pessoal, tudo bom?

Há um tempo uma amiga se interessou por esse universo da agilidade. Entrou em nosso grupo no facebook (Agile Maranhão) e acompanhou nossas postagens. O curioso foi ela nos ter feito perceber que falamos muito de agilidade para os iniciados e as vezes esquecemos dos iniciantes. Então, separei algumas boas práticas para os primeiros passos com agilidade.

Vamos lá!

Comece pequeno, prove primeiro seu valor

Disseminar a cultura ágil é sem dúvida um grande desafio. Em sua longa trajetória com esse intuito as pessoas duvidarão constantemente dos possíveis resultados. Então, comece mantendo seu esforço no seu time atual. Venda inicialmente a ideia das práticas ágeis a eles, sugerindo sempre abordagens, formas de trabalho, cerimônias, etc que você estudou e que poderiam ajudar com o projeto.

Faça simples, pense em pessoas envolvidas e não em super ferramentas

Uma grande questão quando se está iniciando é que ferramenta utilizar. Quanto a isso, existem inúmeras e se você focar muito nisso no primeiro momento não extrairá os benefícios que realmente importam com a cultura ágil. Vamos nos basear no que diz o manifesto ágil, “indivíduos e interações mais que processos e ferramentas”, ou seja, faça com que sua equipe trabalhe primeiro para entender o que está fazendo, focado nas interações, papéis e responsabilidades. Utilize post-it e uma boa parede para controlar suas atividades através do Kanban. Tenha simples raias com Backlog, To Do, Doing e Done no primeiro momento. O esforço é mínimo e através dessa gestão visual você já começará a mostrar algo diferente para os outros times.

Realize entregas curtas e constantes

A essência da cultura ágil está nas entregas mais curtas e validadas o quanto antes pelo cliente. Defina com sua equipe o intervalo da sua Sprint, algo entre duas semanas ou no máximo quatro. Ao final de cada etapa apresente um incremento do seu projeto ao seu cliente. Neste momento não se preocupe em entregar o sistema todo funcionando. Apresente aquilo que você e sua equipe se comprometeram em fazer durante a Sprint. Lembre-se que ao se comprometer com algo você deve pegar aquilo que gera valor ao seu cliente. Por exemplo, ter finalizado o banco de dados, ou ter configurado uma aplicação ou servidor são atividades que não geram valor ao seu cliente.

Esta iniciativa de entregas curtas e constantes certamente será aquilo que irá trazer o diferencial ao seu time e com você trabalhando sempre para atingir a expectativa do seu cliente estará um passo a frente para fortalecer e disseminar as práticas ágeis dentro da sua empresa.

 

Estude e troque experiências 

Entender sobre a cultura ágil não é algo complexo. O problema está na aplicação dos modelos e técnicas. Dominar as práticas levam tempo e experiência. Busque sempre mentorias com outros agilistas. Entenda que não existirá formula mágica e que você deverá encontrar dentro das inúmeras possibilidades ágeis, aquilo que mais faz sentido a você e sua equipe. Nosso grupo de agilistas irá adorar ajuda-lo nisso.

Pois bem, essas foram algumas dicas bem simples e que podem te ajudar neste momento inicial. Boa sorte nessa sua nova jornada e conte conosco para apoia-lo.

Abraço!!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s